EXISTIMOS PARA O SERVIR

EXISTIMOS PARA O SERVIR
GRUPO ERM COMERCIAL - NIF 2405252392

ADVERT

DEIXE QUE ALGUÉM AQUI, AJUDE-LHE A ENCONTRAR A MELHOR SOLUÇÃO...

SERVIÇOS DE QUALIDADE À BAIXO PREÇO...


Tuesday, 8 November 2011

Qual é a diferença entre uma falha de arco e um curto-circuito?


Em geral, a ionização é insuficiente para sustentar a condução pelo ar ou seja para ocorrer um arco eléctrico. Para que um arco aconteça é necessário existir uma diferença de potêncial entre os condutores ou entre condutores e a massa. As falhas com arco estão geralmente limitadas a sistemas com voltagem acima dos 120 Volts.

Uma série de arcos ocorrem em condutores elétricos quando existe um pequeno buraco ou quebra no isolamento que permite com que a corrente possa fluir para terra ou entre a fase e o neutro (podendo causar um curto-circuito). Falhas de arco, especialmente falhas de arco paralelas, causam aquecimento dos condutores e incêndios, mesmo quando não existe a possibilidade de choque eléctrico.

Um falha de arco ocorre quando as conexões soltas ou corroídas fazem contacto intermitente e provocam faíscas ou arcos entre as conexões ou ligações. Isso se traduz em calor, que destroi o isolamento do fio ou condutor e pode causar um incêndio eléctrico. Normalmente, ocorre em instalações mal feitas, velhas ou soltas devido a interferência humana , animal ou factores ambientais como ventos, humidade, radiação solar, etc. O arco pode não ser capaz de desligar o disjuntor de um circuito, o que produz altas temperaturas e eventualmente pode provocar um incêndio.

Por outro lado, um curto-circuito ocorre quando um conductor de uma das fases entra em contacto com o condutor de terra ou neutro. Um curto-circuito pode provocar uma falha com arco, principalmente quando o contacto entre os condutores não resulta em uma falha sólida ou a diferença de potencial é elevada.

Em sistemas de alta tensão, nem sempre os condutores precisam entrar em contacto para que um arco elétrico seja criado. A simples tentativa de aproximação de sistemas com uma diferença de potêncial considerável, faz com que um arco seja criado resultando em um fluxo ou descarga elétrica. Essa descarga eléctrica atingue temperaturas elevadas podendo causar danos materiais e humanos.

A fim de proteger a sua casa contra incêndios, um interruptor de circuito contra falhas de arco – AFCI (AFCI sigla em inglês – Arc fault circuit interrupter) pode ser usado para detectar este problema.

O que é um AFCI? É um disjuntor concebido para interromper o circuito em caso de falhas de arco eléctrico.

Como funciona um AFCI? Um disjuntor convencional responde somente a falhas por sobrecargas ou curto-circuito. Portanto, não protege contra condições que produzem um fluxo aleatório da corrente. Um AFCI é selectivo de tal forma que um arco normal não é capaz de o acionar.

Um circuito sensível interno é usado para monitorar continuamente o fluxo de corrente. Uma vez detectada um fluxo anormal da condição do arco, o circuito interno aciona e dispara o disjuntor desligando desta forma o circuito e, reduzindo de igual modo a probabilidade de ocorrência de um incêndio.

Um AFCI não pode ser acionado durante condições de arcos normais, que podem ocontecer quando desligamos um interruptor ou puxando uma ficha da tomoda.

Actualmente os AFCI são concebidos como um disjuntor convencional combinando sistemas de protecção tradicional de sobrecarga e curto-circuito.

Alguns desenhadores, combinam protecção GFCI/RCD e AFCI. GFCI – sigla em inglês para Ground Fault Circuit Interrupter (Interruptor de circuito contra corrente de fugas para terra)

Um disjuntor do tipo AFCI tem um duplo propósito: Protecção contra falhas de arco evitando incêndios e protecção tradicional de sobrecarga e curto-circuito.

Não se pode confundir um AFCI com um GFCI. GFCI é concebido para a protecção pessoal contra choques eléctricos, enquanto que um AFCI protege contra incêndios causados por falhas de arco.

Um GFCI também pode proteger contra incêndios eléctricos detectando arcos ou outras falhas à terra, mas não podem detectar falhas de arco entre fases que podem causar incêndios eléctricos.

Portanto, contacte sempre um eletricista especializado e assegure-se que de facto o dispositivo de protecção instalado satisfaz as suas necessidades.

Concluindo: As falhas de arco podem gerar um curto-circuito quando acontecem entre as fases ou entre as fases e o neutro. Um curto-circuito pode geral falhas com arco, principalmente em circuitos onde a diferença de potencial é enorme ou quando o curto-circuito não resulta em uma falha sólida.

Emméry Macedo

No comments:

Post a Comment

My Photo
Luanda, Angola
Consultoria e Prestação Serviços powered by Emméry Macedo - Engenheiro Eletrotécnico, BTECH, BEST CUM LAUDE, pela Durban University of Technology (DUT), Galardoado pelo Institute of Professional Engineering Technologists (IPET), Bacharel em Ciências Matemáticas pela Faculdade de Ciências da Universidade Agostinho Neto de Angola, Professor de Matemática e Física pelo IMNE- Garcia Neto, Professor de Electrόnica de Potência da Universidade Metodista, membro da Ordem dos Engenheiros IET 91651226 com certificação em ETAP e SKM

Consultoria num click....