EXISTIMOS PARA O SERVIR

EXISTIMOS PARA O SERVIR
EMMÉRY MACEDO - COMERCIAL - NIF 2405252392

ADVERT

DEIXE QUE ALGUÉM AQUI, AJUDE-LHE A ENCONTRAR A MELHOR SOLUÇÃO...

SERVIÇOS DE QUALIDADE À BAIXO PREÇO...


Friday, 27 November 2015

Fábrica fornece energia à rede eléctrica de Luanda

A fábrica de cimento do grupo China International Fund (CIF), em Luanda, vai fornecer 50 megawatts de energia eléctrica à rede pública, ao abrigo do despacho presidencial n.º 94/15, publicado no Diário da República, I Série, n.º 151, de 3 de Novembro.


O despacho, que autoriza a compra de energia, adianta que o contrato é válido por dez anos, mas não revela os valores envolvidos no negócio, sob direcção da empresa estatal Rede Nacional de Transporte (ENDE). “Tendo em conta que os estudos realizados para avaliar a relação de oferta e procura de energia eléctrica para a região de Luanda indicam a existência de um défice na ordem dos 400 megawatts, este contrato está em vigor até à entrada em operação dos projectos estruturantes de produção em curso”, pode ler-se no despacho assinado com a CIF. 

O Governo de Angola tem em curso vários projectos que vão aumentar a produção nacional de energia eléctrica, nomeadamente obras em duas barragens a cargo da construtora brasileira Odebrecht.

É o caso do Aproveitamento Hidroeléctrico de Laúca, no município de Cambambe (Cuanza Norte), no valor de 4,3 mil milhões de dólares, financiado com uma linha de crédito do Brasil e que, a partir de 2017, vai produzir 2070 megawatts. Outra obra envolve o reforço da potência do Aproveitamento Hidroeléctrico de Cambambe, no mesmo município, que vai passar dos actuais 180 megawatts, desde a inauguração em 1963, para 700 megawatts, e que entra em funcionamento, por fases, durante o segundo semestre de 2016.


A futura central de ciclo combinado do Soyo, cuja construção está a cargo do grupo China Machinery Engineering Corporation (CMEC), e que custa ao Estado angolano mais de 900 milhões de dólares, vai garantir electricidade a Luanda e ao Norte de Angola a partir de 2017.

Tuesday, 18 August 2015

CONSULTORIA E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ELECTRO-MECÂNICOS

- Compra e Fornecimento de Equipamentos Electro-Mecânicos de Alta Qualidade.

- Instalação e Manutenção de Grupo de Geradores Eléctricos.

*Instalação de Sistemas de Transferência Automática.

*Manutenções Periódicas. 



Medição e Controlo da Temperatura de Funcionamento dos Motores














Manutenção e Reparação de Grupo Geradores


Reparação e Manutenção de Instalações Eléctricas Domésticas e Comerciais

*Instalação e Manutenção de Fontes de Tensão Ininterruptas (UPS).

*Investigação e Soluções de Possíveis Curto-Circuitos.

*Revisão e Reparação de Instalações Eléctricas.




Mapeamento de Circuitos e Balanço de Fases 


Reparação do Sistema de Controlo Automática de Combustível




 Sistemas de HVAC e Compressores


Reparação e Teste de Sistemas de Transferência Automática
 
 
Serviços de Call Center e de Apoio as Localidades Remotas - Ilha do Mussulo
 
Serviços de Call Center e de Apoio as Localidades Remotas - Porto Amboim

- Estudos de Fluxo de Cargas, Quedas de Tensão e Curto-Circuito.
- Estudos de Protecção Eléctrica, Coordenação e Selectividade.
- Especificação Técnica e Dimensionamento de Equipamentos.



Estudo de Coordenação e Seletividade dos Relés 


Estudo de Fluxo de Cargas



Estudos Dinâmicos de Arranque de Motores 


- Serviços de Inspeção e Fiscalização.
- Serviços e Estudos Termográficos
- Elaboração de Projectos

Tuesday, 7 July 2015

Executivo investe 432 milhões de dólares na instalação de contadores eléctricos

Um milhão e 60 mil contadores de energia eléctrica deverão ser instalados no país, até 2017, num investimento avaliado em 432 milhões de dólares, anunciou nesta terça-feira, em Luanda, o ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges.

O governante falava à imprensa no final da primeira reunião ordinária do Conselho Nacional de Concertação Social, orientada pelo Vice-presidente da República, Manuel Vicente.
O ministro adiantou que o projecto incorpora já a construção de uma unidade fabril, que vai passar a produzir os contadores de energia no país, num prazo de 180 dias.
Informou que foram já instalados 170 mil contadores em 12 das 18 províncias do país.
Disse tratar-se de um processo abrangente, que visa substituir o contador pós-pagos pelos pré-pago, pelas vantagens que trazem, como as de não acumular dívida, porque o consumidor pagará apenas aquilo que puder consumir.
O cliente faz a gestão do seu consumo e não acumula dívida e as empresas passam a ter receitas para assegurar a manutenção e operacionalização dos sistemas, salientou.
Explicou que, com sistema pré-pago, o cliente compra um determinado crédito, como se faz com os telefones móveis, e utiliza dependendo das suas necessidades de consumo.
Fonte: Novo Jornal 

Thursday, 9 April 2015

SIGA-NOS AGORA NO FACEBOOK - ANGOLA POWER SERVICES

Caros amigos e colaboradores,

Entendemos que deixamos um vazio na partilha de artigos técnicos nesse blogue. Portanto, pelo facto de ser mais fácil partilharmos artigos e vídeos relacionados nas redes sociais, decidimos assim criar a nossa página no facebook de maneira a mantermos o mesmo rigor e objectivo alcançado com o blogue.

Desde já agradecemos a vossa colaboração.

Consultem a nossa página no facebook:


Obrigado

SIGA-NOS AGORA NO FACEBOOK - ANGOLA POWER SERVICES

Thursday, 15 January 2015

Central de Ciclo Combinado Fornecerá Energia em 2017

O ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, qualificou na quarta-feira (14/01/2015), no município do Soyo, de satisfatório o grau de execução física das obras da central energética de ciclo combinado, que fornecerá a partir de 2017 energia eléctrica à província do Zaíre e a outras regiões do país.



Em declarações à imprensa no termo da sua visita de algumas horas ao Soyo, o governante reconheceu alguns atrasos verificados na fase inicial da empreitada devido aos trabalhos de desminagem e ao estudo geológico do local e louvou o empenho das empresas envolvidas na recuperação do tempo perdido.

O ministro disse que apesar dos constrangimentos iniciais, o projecto que deverá estar concluído nos prazos acordados produzirá cerca 750 megawatts de energia eléctrica, com a utilização do gás natural. “Este é um  dos mais importantes projectos do sector energético em curso na região, daí o nosso acompanhamento permanente”, salientou.

Em curso estão as obras de construção da linha de transporte de energia eléctrica do Soyo/Nzeto/Capiri/Luanda, devendo a segunda fase contemplar a linha Soyo/Mbanza Congo.João Baptista Borges mencionou igualmente outros projectos no domínio da energia e águas a serem implementados este ano a nível da província do Zaire, no quadro do plano de investimentos aprovados para 2015 e incluídos no Orçamento Geral do Estado. Estes investimentos consistem na reabilitação e expansão da rede de distribuição de energia da cidade de Mbanza Congo, devendo abranger cerca de 12 mil residências.

Falou da necessidade de se reforçar a capacidade de produção das centrais térmicas a nível de alguns municípios da região, bem como a construção de um novo sistema de captação, tratamento e distribuição de água potável para a capital da província, Mbanza Congo.

O governante garantiu que a central térmica do Soyo, que fornece actualmente 6.6 megawatts de energia elétrica, será reforçada com um outro grupo gerador para suprir as dificuldades no fornecimento de energia à população.

Segundo o ministro, o mesmo deverá ser feito com o centro de tratamento de água, construído no ano de 2000, para redimensioná-lo com o crescimento demográfico da cidade. “Estou satisfeito pelo trabalho que está a ser desenvolvido, sobretudo pelo  governo provincial e nós vamos continuar ajudar”, concluiu.

A empresa chinesa China Machinery Engineering Corporation (CMEC) vai dar início à construção da central eléctrica do Soyo, com o recebimento da primeira prestação de 147,7 milhões de dólares retirada da Reserva Financeira Estratégica Petrolífera para Infra-estruturas de Base, nos termos de um despacho presidencial.

De acordo com o mesmo despacho, esta central, que integra o Programa de Investimento Público, “é de grande importância para o desenvolvimento económico e social do país”, estando incluída no projecto governamental que visa reduzir o défice energético angolano até 2017.

A central de ciclo combinado do Soyo vai custar 982 milhões de dólares, sendo justificada pelo governo com as “previsões de crescimento da procura de energia eléctrica no país” no médio e longo prazo. O contrato em causa foi celebrado entre o Ministério da Energia e Águas e a empresa chinesa CMEC em 2014
My photo
Luanda, Angola
Consultoria e Prestação Serviços powered by Emméry Macedo - Engenheiro Eletrotécnico, BTECH, BEST CUM LAUDE, pela Durban University of Technology (DUT), Galardoado pelo Institute of Professional Engineering Technologists (IPET), Bacharel em Ciências Matemáticas pela Faculdade de Ciências da Universidade Agostinho Neto de Angola, Professor de Matemática e Física pelo IMNE- Garcia Neto, Professor de Electrόnica de Potência da Universidade Metodista, membro do IET - Institution of Engineering and Technology MIET nº 91651226, membro da Ordem dos Engenheiros de Angola OEA nº 2924, com certificação em ETAP, SKM, HV Switching, SAEP, etc...

Consultoria num click....